A precificação de produtos é um processo fundamental na vida de qualquer empresa para obter lucros nos negócios efetuados e manter o empreendimento crescendo.

Avaliar o preço adequado para o seu produto pode parecer desafiador a princípio, mas vamos mostrar a você como fazer!

A precificação consiste em atribuir valor ao produto ou serviço oferecido pela sua empresa de modo que este contemple os gastos com produção e manutenção do empreendimento, além do lucro.

A importância de uma precificação adequada está relacionada a aliar competitividade e atratividade para os bens ou serviços oferecidos em meio às concorrências no mercado.

Atribuir um valor muito baixo pode aumentar as vendas, mas comprometer as contas internas, e um valor muito alto pode afastar consumidores e encalhar o estoque.

Por este motivo, deve-se ter cautela e atenção a alguns fatores para precificar com responsabilidade e equilíbrio a fim de atingir o público-alvo e promover o crescimento da empresa de forma sustentável.

Confira 5 passos para fazer a precificação de produtos na sua empresa!

1. Conheça a fundo os custos e as despesas da empresa

Antes mesmo de se pensar na precificação de produtos, é necessário se perguntar o quanto se gasta dentro da empresa e conhecer as demandas para tais investimentos.

Isso porque o faturamento deve ser suficiente para, além de oferecer lucro, cobrir todos os custos e as despesas da organização.

Os custos englobam os gastos que são necessários para a produção e as atividades, por exemplo, o pagamento de fornecedores.

Já as despesas são os montantes utilizados para que a empresa possa funcionar dando suporte a esta produção, como é o caso, por exemplo, da folha de pagamento.

Os valores podem ser fixos , como as contas de internet e os salários, por exemplo, ou variar , como comissões, novos equipamentos, frete de mercadorias e tributos.

2. Defina sua margem de lucro

No mundo das vendas, o lucro corresponde ao valor gerado a partir da diferença entre o faturamento com as vendas de um produto ou serviço e as despesas da empresa.

Ao se pensar na precificação de produtos, é necessário definir a porcentagem correspondente à margem de lucro desejada a partir das vendas.

Pode-se compreender a margem de lucro a partir da seguinte fórmula:

Margem de Lucro = Receita Obtida Com o Produto - (Custos Variáveis do Produto + Despesas Variáveis do Produto)

No entanto, não existe uma margem de lucro ideal que pode ser aplicada a qualquer tipo de produto ou empresa. Esse valor deve ser encontrado a partir da busca por uma rentabilidade responsável.

Assim, é necessário ter uma margem de lucro que dê conta dos gastos da empresa e de mantê-la funcionando com as vendas, mas que também não seja muito ampla.

O ideal é que esta margem permita que os preços sejam competitivos, mantenha a empresa e não afaste clientes devido ao valor elevado.

Para realizar uma precificação de produtos com uma margem de lucros responsável, é vital analisar o mercado e as outras circunstâncias que afetam as vendas.

3. Avalie o mercado e seus clientes

Outro aspecto a ser levado em conta é o mercado. O preço de venda do seu produto deve ser compatível com o que vêm sendo feito pelos concorrentes e as exigências do consumidor.

É comum que algumas estratégias pontuais de venda abaixem os preços por um determinado tempo com o objetivo de atrair mais clientes em detrimento da concorrência.

No entanto, não se deve travar uma disputa permanente por preços com os concorrentes, pois, a longo prazo, isso se tornaria insustentável.

Identificar o que os clientes da sua marca percebem como valor é fundamental para a precificação de produtos.

Isso porque o preço é o quanto se paga pelo produto adquirido, enquanto o valor é o que ele tem a oferecer ao consumidor.

Se os clientes percebem que há um valor embutido em seu produto, como qualidade superior, status, exclusividade ou algo que o diferencie, eles tendem a estar dispostos a pagar um pouco mais.

Se seu produto oferece algo que vai além da concorrência, essa pode ser uma oportunidade para elevar um pouco o preço.

Compreender o mercado e o que os clientes buscam e enxergam na sua marca possibilita uma precificação mais adequada: nem um preço muito acima, que pode diminuir as vendas, nem muito abaixo do mercado, que gere desconfiança.

4. Use fórmulas para a precificação de produtos

Observando as etapas anteriores, pode-se ter a impressão de que a precificação de produtos e serviços pode ser uma atividade muito subjetiva.

Enquanto alguns indicadores são mais fáceis de dimensionar, como o custo, por exemplo, outros como a adequação ao mercado são dificilmente traduzidos em um número objetivo.

No entanto, existem fórmulas que visam justamente auxiliar na tradução destas informações em um valor ideal para a precificação de produtos.

Para calcular o preço de venda de um produto, por exemplo, pode-se utilizar a seguinte fórmula:

Preço de Venda = Custo Unitário/100% - (%Despesas Variáveis + %Despesas Fixas + %Margem de Lucro)

Aplicando a fórmula, podemos observar o seguinte exemplo:

  • Custo Unitário do Produto = R$ 10,00
  • Despesas Variáveis = 15%
  • Despesas Fixas = 25%
  • Valor das Despesas Fixas/Valor de Vendas Totais = R$ 2.500,00/R$ 10.000,00
  • Margem de Lucro = 10%
  • Preço de Venda = R$ 10/100% - (%15 + %25 + %10) = R$ 20,00

A partir da aplicação de fórmulas, a precificação de produtos se torna muito mais objetiva e padronizada por meio das informações coletadas.

5. Busque o equilíbrio

Encontrar um ponto de equilíbrio na precificação dos produtos é uma necessidade para orientar as finanças da empresa.

Também conhecido como break-even point, ou ainda ponto de ruptura, o ponto de equilíbrio se trata do volume de atividade operacional em que o total da margem de contribuição da quantidade vendida se iguala às despesas fixas.

Ou seja, o ponto de equilíbrio representa o mínimo de vendas necessárias para manter o pleno funcionamento da empresa sem prejuízos.

Para calcular o break-even point, é necessário somar os gastos fixos que a empresa tem ao longo do mês e dividir pela margem de contribuição:

Ponto de Equilíbrio = Despesas Fixas/Margem de Contribuição

Qualquer resultado superior ao ponto de equilíbrio pode ser traduzido como lucro alcançado pela organização.

A precificação de produtos é peça-chave para a saúde monetária e o funcionamento de uma empresa. Conheça mais sobre gestão financeira e saiba como aplicá-la para beneficiar o seu negócio!