Uma ideia excelente, uma solução criativa para um problema: sua empresa tem tudo para ser um sucesso, mas ainda falta um meio de se lançar no mercado? Um investidor-anjo pode ser a ajuda que faltava caindo dos céus.

Uma pequena empresa ou startup pode precisar de tempo para se viabilizar, e investidores têm um papel fundamental no processo de tirar uma ideia do papel e estabelecer uma marca.

Investidores-anjo são, habitualmente, executivos e empreendedores que já trilham uma carreira de sucesso, que possuem um profundo conhecimento de mercado e visão estratégica que possuem um profundo conhecimento de mercado e visão estratégica, sendo capazes de identificar oportunidades vantajosas de negócio e investimento.

Por isso, estes empreendedores, enxergam em novas empresas uma oportunidade de negócio e investem capital próprio acumulado (normalmente entre 5% e 10% do seu patrimônio) em novas empresas e startups com alto potencial de retorno.

O aporte é concedido quando já se está em fase de validação ou crescimento, quando a empresa já está colocando em prática um modelo de negócio. Ele auxilia sua concretização e viabilização no mercado.

Os investidores-anjo são assim chamados por disponibilizarem mais que o aporte financeiro , oferecendo também orientações e apoio à medida que o negócio se desenvolve.

Por se tratar de empreendedores com experiência, seus conhecimentos são aplicados para dar o suporte necessário para que a empresa tenha maior chance de sucesso.

Além disso, faz-se uso das suas redes de relacionamento para captar mais investidores.

Esse tipo de assessoria prestada pelo investidor-anjo também pode ser conhecida como uma forma de smart money, ou seja, investimento financeiro acompanhado de conhecimento.

O investidor-anjo, no entanto, não assume posições executivas, como de administração ou direção, dentro do empreendimento, mas sim age como um consultor interno com uma participação minoritária no quadro societário.

Essa prática está em crescimento no Brasil e há, inclusive, leis que buscam fomentá-la, visando incentivar a adoção dela por um maior número de executivos.

Com a Lei Complementar 155/2016, de 2016, por exemplo, o investidor-anjo não pode ser considerado sócio, em nenhuma hipótese, e não poderá responder por nenhuma dívida da empresa.

Dessa forma, o investidor é protegido em caso de possíveis adversidades no empreendimento em que está aplicando capital.

Como atrair um investidor-anjo para sua empresa

Um investidor-anjo parece ser a solução ideal para lançar seu empreendimento?

Confira, então, 4 dicas para atrair esse investimento para a sua empresa.

1. Conheça o mercado

Antes mesmo de buscar por um investidor-anjo, deve-se conhecer o mercado no qual o seu negócio pretende se inserir.

Compreender o que já existe, quais são seus concorrentes e as quais são seus concorrentes e as oportunidades e ameaças - através da Matriz SWOT para sua empresa é fundamental para poder traçar seus objetivos e suas estratégias.

Pesquisar e construir um planejamento estratégico é fundamental para o crescimento da sua organização e também, claro, para apresentá-la a investidores.

Quanto mais preparado para o mercado, melhor a sua defesa sobre seu empreendimento e maior valor ele terá perante os investidores.

Um investidor-anjo está realizando aplicações financeiras de risco com capital próprio, então ele necessita de todas as informações disponíveis para conhecer a empresa na qual quer investir.

2. Planeje e demonstre capacidade de execução

Para buscar o aporte de um investidor-anjo, é necessário ter mais que uma boa ideia , deve-se estar alguns passos à frente, demonstrando já ter um negócio montado a ponto de monetizar e que requer investimentos para ir mais longe.

A pesquisa de mercado e o planejamento devem ser a sustentação para que a empresa possa, então, crescer de maneira equilibrada e consistente.

Indicar que você e sua equipe seguem padrões operacionais como o de qualquer grande empresa demonstra profissionalismo e maturidade do negócio na busca por resultados.

Um investidor deseja ver os resultados que já foram alcançados e as direções que são seguidas no empreendimento, mesmo que sem muitos recursos.

Estas informações demonstram para o investidor anjo de que maneira a empresa ou startup poderia se inserir no mercado, conquistar o público-alvo e oferecer retorno financeiro.

O planejamento realizado deve ser apresentado para demonstrar que, além de ter uma boa ideia, há esforços eficientes na direção de tirá-la do papel e colher resultados concretos.

Percebendo onde já se chegou, o investidor pode entender de que forma o aporte oferecido incrementaria o crescimento da empresa , além de indicar os melhores setores da organização para se investir a fim de obter resultados ainda melhores.

3. Venda sua ideia ao investidor-anjo

Mesmo que um investidor goste da ideia e solução proposta pela sua empresa, ele precisa ser convencido a se inserir no negócio.

Para isso, é fundamental que sejam apresentadas informações que promovam uma sensação de segurança para que ele faça o investimento.

Um bompitch apresenta uma ideia atrativa ao executivo e passa mais segurança a ele, uma vez que ele começa a se aprofundar no que o negócio propõe.

Inicialmente, deve-se apresentar o problema e a solução proposta pela iniciativa.

Posteriormente, deve-se demonstrar conhecer o mercado, concorrentes, e ter realizado uma pesquisa substancial que oriente o plano de negócio.

É importante também explicar o funcionamento da organização , a projeção de receita e a expectativa de crescimento para os próximos meses.

O investidor necessita compreender em que o valor desembolsado será aplicado.

Apresentar a previsão de retorno financeiro e de crescimento da empresa é essencial para que o interesse do investidor-anjo seja despertado, pois é o prognóstico de seu investimento.

Por isso, informações como estratégias para a aquisição e fidelização de clientes, marketing, previsões de métricas, despesas e crescimento da equipe servem como aporte para validar a projeção de crescimento do negócio.

A apresentação de um pitch deve ser clara, informativa e objetiva, sem se estender muito, mas passando as informações-chave e encantando o investidor-anjo em potencial.

Atenção, no entanto, para que não sejam feitas promessas ou previsões excessivamente otimistas, uma vez que é fundamental promover a segurança e a confiança do investidor para que a relação seja frutífera e exitosa.

4. Busque a inovação e seu diferencial

Muitas ideias são apresentadas ao mercado e a investidores todos os dias, então para que seu negócio possa prosperar e atrair aportes, é necessário que exista um diferencial na sua proposta.

O diferencial pode ser um grande estímulo para que um investidor queira se envolver diretamente na dinâmica da empresa uma vez que, além de aplicar capital, o investidor-anjo busca também investir seu tempo e sua experiência. ** **

A inovação, além de atrair o investidor-anjo, torna-se uma das suas principais motivações para participar da vida de uma organização.

Ideias criativas sugerem retorno para além do aspecto financeiro, ou seja, o investidor pode também alcançar a realização pessoal ao apoiar iniciativas que propõem soluções inovadoras para problemas diferenciando-se do que há no mercado.

Muitas vezes, o diferencial pode ser a presença de um propósito , ou até mesmo de impacto social, ao buscar solucionar problemas que impactam a vida das pessoas cotidianamente.

Dessa forma, é possível alinhar o investimento a propósitos pessoais.

Por isso, muitos investidores buscam auxiliar empresas e startups que estejam ligadas a um propósito próximo de seus princípios, como investir em empreendimentos femininos, relacionados ao meio ambiente, a causas de animais etc.

Ao buscar o incentivo de um investidor-anjo, coloque-se no lugar dele para compreender o que seria atrativo em uma empresa. Assim se constrói uma relação benéfica para os dois lados com o objetivo de consolidar um empreendimento competitivo e atento às demandas do mundo moderno. Conheça mais sobre as exigências da atualidade na Indústria 4.0e as tendências de mercado para 2019 e impulsione seu negócio.