A internet já alcança a maioria das pessoas atualmente. Estar no meio digital também é uma realidade para as empresas, que precisam se atentar para atingir esse público on-line. Por isso, saber como fazer marketing digital é algo vital para qualquer negócio.

Em apenas um ano, segundo o IBGE, o Brasil ganhou 10 milhões de internautas. O número de domicílios com internet subiu para 75%, sendo o celular responsável por 98% dos acessos.

Já uma pesquisa do Ipea mostrou que a maior presença no ambiente virtual é de jovens e adultos entre 10 e 34 anos. Os internautas com 60 anos ou mais representam 5,3%.

As empresas, portanto, não têm mais como fugir dessa que já é uma realidade em nosso país!

É preciso divulgar a marca no meio digital visando conquistar novos clientes ou manter o relacionamento com aqueles que já são consumidores do produto/serviço.

Uma excelente forma de alcançar esses objetivos é sabendo como fazer marketing digital. Por isso, continue a leitura e descubra:

  • O que é marketing digital;
  • Quais as vantagens dele;
  • Cinco dicas de como aplicá-lo em seu negócio.

O que é marketing digital?

De forma direta e simples, podemos conceituar o marketing digital como todas as ações feitas em meios digitais que visam divulgar negócios e produtos/serviços.

No meio digital, é possível contar com ferramentas que o marketing tradicional não tinha, como novas redes, o imediatismo e o monitoramento real das técnicas aplicadas.

Melhorar o posicionamento da marca em mecanismos de busca (como o Google), promovê-la em redes sociais e gerir o relacionamento com os clientes são algumas das ações do marketing digital.

Se antes a empresa somente fornecia conteúdo na web e o cliente o recebia, agora temos uma via de mão dupla, com os consumidores interagindo, opinando e compartilhando opiniões.

Por isso, as empresas precisam saber aproveitar esse momento e utilizar as melhores estratégias para contatar o público de modo eficiente e assertivo.

Quais as vantagens do marketing digital?

Antes de saber como fazer marketing digital, você precisa entender que ele realmente vale a pena para o seu negócio.

Imagine fazer investimentos em publicidade tradicional, como rádio, TV e impressos. O custo de inserção nesses veículos é alto e geralmente padronizado, e você acaba atingindo pessoas de diferentes nichos.

Ou seja, não há formas tão eficientes de mensurar se seu público-alvo realmente foi atingido pela publicidade tradicional e se foi possível convertê-lo em clientes.

Além disso, há diferentes preços de inserção na televisão, por exemplo, que dependem da faixa de horário escolhida pelo anunciante. Pense só no quanto seu negócio gastaria se você quisesse anunciar na TV ao longo do dia!

Agora, quando focamos a pesquisa que indicamos no início deste artigo, vemos que o número de brasileiros acessando a internet só aumenta com o passar do tempo.

Muitos inclusive estão migrando dos meios tradicionais para consumir conteúdos on-line e na hora em que desejam.

Ao pensar em estratégias digitais de marketing, você consegue levar sua marca a essas milhões de pessoas e customizar seu investimento. Sabe por quê?

Para anunciar no Facebook, por exemplo, você decide quanto tempo de anúncio, quanto deseja pagar por dia e qual público será atingido. Não é algo totalmente fechado como os valores que TV, rádio e impressos costumam cobrar.

Com isso, é possível adequar os investimentos ao orçamento do negócio, analisando onde os retornos foram maiores para reinvestir no mês seguinte.

A questão financeira é só uma das vantagens do marketing digital. Então, para não ter mais dúvidas e incluí-lo no seu planejamento estratégico, veja outros benefícios de adotar essa prática:

  • Está ao alcance de qualquer empresa, independentemente do tamanho e da participação no mercado;
  • É possível segmentar bem o público para pensar em estratégias específicas;
  • Não há limites geográficos, já que a internet derrubou as barreiras da distância;
  • Há como testar as estratégias pensadas, podendo mudar de rota caso algo não saia como o planejado;
  • Em consonância com a vantagem anterior, pode-se apontar que os pressupostos da estratégia são flexíveis e adaptáveis;
  • A marca fica acessível 24 horas por dia, todos os dias da semana;
  • Quando bem-feito, o atendimento ao cliente ganha em qualidade e rapidez;
  • Há a criação de um senso de comunidade, envolvendo a empresa e os clientes;
  • Há como receber feedback praticamente instantâneo do cliente ou potencial cliente, o que ajuda na avaliação da estratégia adotada e no desenho de novas abordagens;
  • Como consequência de todas essas vantagens, há uma última – o aumento das vendas.

Agora que já vimos todos os benefícios dessa abordagem, continue a leitura e confira algumas dicas de como fazer marketing digital em seu negócio.

5 dicas de como fazer marketing digital

Como o meio do marketing digital é a internet, são inúmeras as possibilidades de desenvolvê-lo. Por esse motivo, selecionamos cinco dicas para você ficar por dentro dessa prática.

1. Faça pesquisa de público

Esta dica parece meio óbvia, não é? Mas saiba que não tem nada disso. Para colocar em prática qualquer estratégia de marketing, você precisa conhecer muito bem seu público-alvo.

Saiba tudo sobre pessoas que têm identificação com seu negócio e potencial para se tornarem clientes. Vá a campo com perguntas relacionadas ao seu negócio para verificar hábitos de consumo.

Verifique também onde seus clientes estão, pois essa informação é importante para a publicidade que será feita. Se seu negócio é local, você consegue, com o marketing digital, voltar as inserções para os potenciais clientes no entorno da empresa, por exemplo.

Um bom passo pode ser uma sessão de brainstorming para definir sua persona. Com base nela, você consegue estruturar as estratégias mais adequadas.

2. Aposte no inbound marketing

O inbound marketing engloba estratégias para atrair o público e convertê-lo em leads ou consumidores do produto/serviço. Isso geralmente é feito por meio do oferecimento de conteúdo relevante em sites, blogs etc.

A premissa é conquistar o cliente, de maneira a despertar nele a vontade de consumir o conteúdo disponibilizado, como um e-book.

No caso dos leads, por exemplo, eles fornecem os próprios dados, como nome e e-mail, para ter acesso a um conteúdo que veem como relevante.

Com isso, vai sendo gerada uma lista de possíveis clientes para o seu negócio, os quais demonstraram interesse em sua empresa e nos materiais que ela compartilha.

Você pode utilizar esses dados para enviar e-mails marketing e convidar esses usuários a consumir mais conteúdos, mantendo o contato com sua empresa.

3. Invista no marketing de conteúdo

Esta dica é intrinsecamente ligada à anterior. É o marketing de conteúdo que vai produzir tudo que alimenta o inbound marketing.

São, por exemplo, posts em blogs, e-mail marketings, webinars e e-books com temática que tenha a ver com o negócio e seja relevante e valiosa para o público.

Este se envolve com a marca cada vez mais por meio dessa geração de valor, o que leva à criação de uma imagem positiva para a empresa e, por consequência, ao aumento das vendas.

4. Utilize as redes sociais

Atualmente há muitos clientes ou potenciais clientes nas redes sociais, como Facebook e Instagram. Elas se tornaram com isso um importante canal de interação e comunicação entre empresas e público-alvo.

Você pode utilizar as redes sociais do negócio para compartilhar conteúdos publicados em seu site/blog, divulgar novos materiais exclusivos para as redes, direcionar o usuário para landing pages, entre outros.

Ao utilizar as redes sociais, aproveite as ferramentas de promoção que muitas oferecem e utilize as estatísticas geradas pela própria plataforma para verificar os perfis e horários de maior acesso, qual o engajamento nas postagens, o alcance delas etc.

As redes sociais também são excelentes fontes de feedback de clientes e palco para ajudar no atendimento pós-venda. Explore tudo o que elas têm a oferecer e veja sua marca ganhar relevância entre os consumidores.

5. Use o PPC

Esta é a sigla de Pay-Per-Click (Pagamento Por Clique). Trata-se de uma publicidade paga em sites de busca, como Google. Esses anúncios aparecem no topo da lista de pesquisa ou então na lateral de sites.

Cada vez que um usuário clica no anúncio, a empresa anunciante paga uma taxa para o site de busca. No caso do Google, a ferramenta para PPC é o Google Ads.

O interessante em utilizar o PPC é que você vai atingir justamente os usuários que estão buscando informações relacionadas ao seu negócio.

É importante que seu site seja bem estruturado e atrativo para que o acesso se converta em venda e você lucre com o investimento feito na publicidade PPC.

Além dessas dicas, há muitas outras que você pode adotar para construir um marketing digital robusto e que cumpra com seus objetivos. Pesquise sempre sobre o assunto e fique de olho nas principais tendências.

A FEA Júnior, por exemplo, pode ajudar você a realizar o marketing digital do seu negócio, desenvolvendo estratégias para definir melhor o público-alvo, atrair mais clientes e, com isso, aumentar seu volume de vendas.Neste artigo, você conferiu algumas dicas de como fazer marketing digital. Aprofunde seus conhecimentos sobre a relevância de sua empresa estar nos meios digitais acessando nosso artigo Presença digital: qual a importância dela para o seu negócio.